E-commerce: cinco fatores principais que otimizam a experiência de compra

O grande crescimento das vendas do e-commerce, ou melhor ainda do varejo na internet precisa casa vez mais de otimizar a experiência do usário, vamos ver isso?

O e-commerce é uma das atividades mais importantes que tem impulsionado notoriamente o crescimento do setor de varejo nos últimos anos, graças ao desenvolvimento de plataformas que atingem os clientes com novos hábitos de consumo e, assim, tornam o canal on-line opção viável para a compra de bens e serviços.

Na América Latina, o Brasil continua sendo o país com a maior distribuição do mercado de comércio eletrônico (38,3%), segundo a Statista; enquanto o México está em terceiro lugar com 19,6%.

Vejamos alguns fatores para melhorar a experiência de compra online

Pequenas lojas, clubes de preços, lojas de conveniência, lojas de departamentos e outros formatos de varejo que optaram por entrar na era de vendas on-line, agora estão focados em oferecer uma excelente experiência de compra, também através do e-commerce, a inovação é uma parte vital dessa transformação do varejo.

Nesse sentido, a empresa Manhattan Associates identificou uma série de fatores que ajudam os varejistas a oferecer uma experiência de compra melhor e diferenciada, o que também impacta positivamente sua lucratividade, vendas e receitas. Vejamos

M-commerce: as vendas através de dispositivos móveis, como o smartphone é uma tendência ascendente, por isso é importante que ambas as campanhas de marketing, bem como a aquisição de bens ou serviços sejam possíveis através de aplicativos móveis.

Vendas personalizadas: por ter dados do consumidor, agora é mais fácil e mais rápido atingir a meta, analisar seu comportamento de compra, antecipar e, assim, oferecer produtos e criar estratégias oportunas e relevantes para o cliente. Eu falei um pouco sobre isso no post sobre Inteligencia Artificial no Marketing veja clicando aqui.

Omni-channel: embora pareça um pouco inalcançável, o maior desafio da venda omnichannel é que cada varejista ofereça uma experiência única que sempre faz com que o cliente sinta que está comprando algo com o mesmo varejista. Também é essencial que o processo logístico, desde o momento em que um pedido é feito até a entrega, atenda às necessidades do comprador e, com isso, a experiência não seja afetada.

Ética e responsabilidade: cada vez mais clientes estão procurando por varejistas envolvidos em ações sociais e ambientais. Por esta razão também através do e-commerce deve haver uma ênfase nas medidas sustentáveis ​​que o varejista tomou em favor do planeta. Você não conhece, poderia pesquisar um pouco sobre compensasão de carbono, existem empresas com a Sustainable Carbon que fornece o benefício de crédito de carbono.

Faça dropshipping: trata-se de um tipo de venda em que os varejistas não guardam os itens, mas transferem os detalhes do pedido e do frete do cliente para atacadistas, que despacham diretamente para a pessoa. Vejo aqui uma grande oportunidade, algumas empresas tem apostado nesse modelo e vejo que tem dado certo, tanto para quem esta desempregado, quanto para as empresas que acabam vendendo cada vez mais, mal comparando um mercado de afiliados.

Fonte: www.informabtl.com

E aí? Preparando o seu E-commerce para melhorar cada vez mais a experiência do usuário? Deixe seu comentário com alguma dúvida ou sugestão. Me adicione no LinkedIn e siga o informacaotech.com feed, twitter, facebook, telegram.
Tenho um projeto de consultoria gratis, fique a vontade para entrar em contato comigo cti17.com

Sou alguém apaixonado por tecnologia, empreendedorismo, redes sociais, Twitter, estatística e administração. Superintendente de Internet na Canção Nova

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *